Visite também:


 Visite o portal!

ESTUDO: A DINÂMICA DO PECADO

WESLEY CASTRO | 13:00 | 0 comentários



GN. 3: 1-6

Intr. A melhor coisa que o ser humano pode fazer na vida é não pecar (desobecer a palavra de Deus). Este deve ser um dos nossos objetivos diários; Jesus nos desafiou a levar a cruz de cada dia, ou seja, crucificar a vontade de nossa carne todos os dias e segui-lo, Lc. 9:23. Nada causa mais dano em nossa vida do que o pecado. Portanto se evitarmos pecados estaremos evitando danos não só em nossa vida espiritual, mas também familiar, sentimental, financeira, profissional, ministerial e em todas as outras áreas. Para uma vida melhor com mais sucesso e menos danos, procuremos não pecar; isto é um alto negócio.
Não quero dizer que nós nunca pecaremos, mas sim que devemos fazer o possível para não pecar. Uma das coisas que nos ajuda a não pecar, é o entender a dinâmica do pecado, pois se assim fizermos, poderemos abortar o processo do pecado e impedir que ele se consume em nossa vida.

Tese. Vejamos a luz da bíblia qual é a dinâmica do pecado.

Estr. I – Como tudo que existe tem um começo, o pecado tem um começo.
a) Andar em uma área perigosa. Para que tudo o que aconteceu acontecesse, tanto a mulher como a serpente, estavam bem próximas da arvore, v.1.
b) Ouvidos foram dados a uma voz estranha e olhos se dirigiram na direção ao lugar para pecar.
c) Inicia-se a sondagem do terreno para pecar.
d) A melhor forma de evitar o pecado é ficar longe da área dele( ficar longe do lugar da tentação), não dar ouvidos e nem olhos as suas propostas, e não ousar sondar seu terreno. O melhor momento de apagar um incêndio é quando o fogo está começando.

II – O processo do pecado encontra acesso para continuar.
a) Discute-se uma possível incoerência de Deus, v.1 “Não comereis de toda árvore do jardim”
b) O caráter de Deus é colocado em descrédito, e afirma-se que Ele não é verdadeiro, v.4. A mulher se deixa levar pela aparente firmeza e convicção do que foi dito a ela.
c) Apresentam-se possíveis vantagens de pecar, v.5. “Como Deus sereis” Há uma proposta para tornar-se como Deus e não precisar mais prestar obediência a Ele. É o que os homens (inclusive alguns cristãos) procuram hoje  independência de Deus.
d) Não ousemos pensar que Deus é incoerente, O pecado nunca nos trará vantagens. Independer de Deus e desobedece-lo é o pior negócio. Ex: Caim

III – O pecado se conclui, v.6.
a) As três áreas de tentação estavam bem afloradas pela permissão do homem, o que o levou a concluir todo o processo e pecar.
b) AS TRÊS ÁREAS: 1a – Viu que a árvore era boa para se comer  concupiscência da carne. 2a – Agradável aos olhos  concupiscência dos olhos. 3a – Desejável para dar entendimento  soberba da vida. Correlação entre Gn. 3:6 e I Jo. 2:16.
c) “Tomou-lhe” (verbo na voz ativa) do fruto e comeu. O pecado é uma decisão do homem.
d) Façamos um exame honesto nestas três áreas de nossa vida e verifiquemos o grau de tentação que estamos enfrentando.

IV – A graça divina.
a) As conseqüências do pecado são inevitáveis, mas Deus por ser misericordioso e gracioso nos abre o caminho do perdão e reconciliação com Ele, Gn. 3:15; I Jo. 2:1,2.
b) Existe esperança quando pecamos (perdão de Deus), mas é também necessário assumir e lidar com as conseqüências dos nossos pecados (Deus também nos dará graça para lidar com elas) .
c) A melhor opção é evitar pecar.

Conclusão. Entendendo a dinâmica do pecado, vamos corta-lo no seu início, assim evitaremos sérios problemas para a nossa vida e teremos uma vida com menos problemas e mais harmonia. Alguns jovens e mesmo adultos argumentam: “preciso ter a minha própria experiência para ver como é”; isto é uma grande tolice (burrice), masoquismo. O sábio aprende com o erro dos outros.



Print Friendly and PDF

Category: ,





PRECISANDO DE ORAÇÃO?

Coloque seus pedidos e agradecimentos na nossa caixinha de orações, estaremos orando por sua causa!

0 comentários

Seus comentários engrandecem o nosso trabalho e o Reino de Deus!